E que a sorte esteja sempre ao seu lado

//Por Sheila Vieira - quinta-feira, 26 de abril de 2012 às 18:47

A América do Norte não existe mais. Em seu lugar, existe uma nação chamada Panem, formada por 12 distritos controlados pela mão de ferro da Capital. Os Jogos Vorazes, uma competição onde vários jovens lutam até só restar um jogador, é uma maneira cruel de lembrar aos distritos quem manda. É matar ou morrer. No entanto, até onde Katniss está disposta a ir para vencer os Jogos?

Só quem estava em outro planeta não ouviu falar da trilogia de Suzanne Collins, que teve seu primeiro capítulo levado às telas recentemente. Ao trabalhar com o tema da exploração da guerra e da morte para puro entretenimento, “Jogos Vorazes” é uma obra de aventura que acaba questionando a própria vontade e desejo dos humanos de testemunharem o sofrimento. Confira a resenha de Natallie Chagas e fique e olho no Potterish para as resenhas dos outros livros da série.


“Jogos Vorazes”, de Suzanne Collins

Tempo: para ler de um tiro só no fim de semana
Finalidade: para ficar na ponta da cadeira
Restrição: não há restrições
Princípios ativos: ficção infanto-juvenil, programas de TV, reality shows, relações humanas, sobrevivência

“Bem, há uma garota. Sou apaixonado por ela desde sempre.[…] Vencer… não vai ajudar nesse caso.

Por que não?

Porque… porque… porque ela veio para cá comigo.”

É o ano da 74ª edição dos Jogos Vorazes, uma espécie de reality show onde 2 jovens (um feminino e um masculino) de cada um dos 12 distritos que formam Panem são oferecidos como tributos como lembrança da derrota de uma revolta antiga contra o poder de ferro da Capital.

Nesta edição, Katniss Everdeen entra em parafuso quando sua irmã caçula, Prim, é sorteada como tributo feminino do Distrito 12. A jovem se voluntaria no lugar da irmã para os Jogos, enquanto Peeta Melark foi sorteado para ser o tributo masculino. Depois de uma estonteante  noite de abertura, Katniss se torna “a garota quente”.

No entanto, a maior arma que Katniss pode utilizar para sobreviver à arena quem lhe dá é Peeta… Os Jogos começam. Cada tiro de canhão é um tributo morto. É anunciada a mudança de uma regra, o que faz com que Peeta e Katniss estreitem sua convivência. O problema é que eles ainda estão na arena. Será que eles ainda podem vencer os Jogos? Até que ponto Katniss é capaz de ir para alcançar a vitória?

Esse livro é EXCELENTE. Uma das melhores séries que existem.  A autora consegue demonstrar a que veio, pois a história, além de um ótimo romance, também apresenta, desde o início, um excelente suspense político. Os personagens são encantadores e a narrativa em primeira pessoa só torna a história mais interessante. Muitíssimo recomendado.

Por Natallie Chagas

397 páginas, Editora Rocco Jovens Leitores, publicado em 2010.
*Título original: The Hunger Games.

Voltar |
Categorias: Natallie Alcantara, Resenhas
Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (6 votos, média: 4,67 de 5)
Loading...

Comentários