Enigmas e amigos

//Por Sheila Vieira - terça-feira, 18 de outubro de 2011 às 09:04

Romances que misturam uma aventura em busca de um segredo geralmente têm como alicerce uma boa relação entre os personagens principais para criar empatia e fazer o leitor investir na história.

No entanto, o livro “O Enigma do Quatro”, do autor norte-americano Ian Caldwell, peca por não ter um mistério suficientemente bem elaborado. Dessa forma, não há personagem interessante que segure a barra. Essa é a visão de Léo Scarpa em sua resenha sobre a obra de 2004 . Leia e deixe seu comentário!

“O Enigma do Quatro”, de Ian Caldwell e Dustin Thomason

Tempo: para ler pouco a pouco durante a semana
Finalidade: para ficar na ponta da cadeira
Restrição: para quem não gosta de longas descrições
Princípios ativos: universidade, amizades, paixões, enigmas e mortes.

Quatro estudantes de Princeton entram em uma aventura em busca de respostas para os enigmas propostos pelo misterioso livro “Hypnerotomachia Poliphili.” Paul, cuja tese de ultimo ano de faculdade era basicamente esse livro, é agora amigo de Tom, filhos de um dos maiores estudiosos do mesmo livro vinte anos antes.

Hypnerotomachia Poliphili é um livro enigmático, escrito e publicado durante o Renascimento italiano. O livro possui hoje muitos estudiosos em seu enlaço tentando desvendar por fim o misterioso sonho de Pholiphilo, que vive um intenso romance em Hypnerotomachia Poliphili. E a busca dos estudiosos por respostas desse livro que não possui autor é o foco principal de “O Enigma do Quatro”.

Várias historias se passam ao redor do foco dramático. Verdadeiras amizades e paixões são testadas por causa dos caminhos que os estudos do Hypnerotomachia Poliphili levam esses quatro companheiros a tomar.

Ian Caldwell e Dustin Thomason levaram seis anos para escrever a obra. O drama é baseado nos enigmas que Paul tenta desvendar, mas uma verdade precisa ser dita: não são os tais enigmas que nos prendem a ler o livro, mas sim as relações entre os quatro universitários e, muitas vezes, suas namoradas.

O livro teria feito muito mais sucesso se retratasse somente as relações em uma universidade. “O Enigma do Quatro” ressalta bem que o que é mais importante em nossas vidas são as pessoas ao nosso redor. Porém, assim como o conhecimento é o grande segredo do Hypnerotomachia Poliphili, as amizades são fortemente destruídas e as que restam são pela insistência.

A narrativa é em grande parte contada com flashbacks, apesar da historia ser um tanto longa, se pensarmos na ideia que o titulo nos sugere. Em suma, a grande obra desses dois jovens autores nos prende às paginas do livro, mas no final nos castiga pela curiosidade a cerca do segredo do Hypnerotomachia Poliphili.

Resenhado por Léo Scarpa

432 páginas, Editora Planeta. Publicado em 2005.
Título original: The Rule of Four. Publicado originalmente em 2004.

Onde Comprar

Voltar |
Categorias: Aventura, Léo Scarpa, Resenhas
Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (5 votos, média: 3,40 de 5)
Loading...

Comentários