Asas da moda

//Por Sheila Vieira - domingo, 22 de maio de 2011 às 12:16

Romances polêmicos estão tomando conta das livrarias. Vampiros, anjos, humanos. Talvez seja uma forma de traduzir a dificuldade de se relacionar com alguém com uma vida e um passado diferente do nosso.

Na resenha de hoje, Debora Rezende apresenta o livro “Fallen”, sobre anjos e com uma protagonista mulher. Apenas mais uma obra entrando na onda de “Crepúsculo” ou uma trama com vida própria? Leia o texto e deixe seu comentário!

“Fallen”, de Lauren Kate

Tempo: para ler de um tiro só no fim de semana
Finalidade: para pensar
Restrição: para quem náo suporta melodrama
Princípios ativos: anjos, romance, mistério, reformatório e família.

Os romances proibidos entre humanos e vampiros, que viraram febre e preencheram as prateleiras de todas as livrarias agora possuem um novo e forte concorrente: os romances entre anjos e humanos. Essa nova temática, que já vem se tornando febre no mundo teen, promete ser uma tendência tão duradoura – e exaustivamente explorada – quando as sagas de vampiros.

 

O livro “Fallen”, de Lauren Kate, é só um dos exemplos das centenas de obras já existentes com essa temática, e que tem ocupado algumas listas de Best-Seller no mundo inteiro. Nele, a autora inglesa conta a misteriosa história de Lucinda Price, a Luce, que fora mandada a um reformatório depois da morte suspeita de seu quase namorado.

Perseguida por sombras que lhe traz maus presságios, a protagonista irá encontrar na nova escola série de eventos que irão lhe tirar o sono: uma nova melhor amiga um pouco estranha, um cara popular a cortejando e o desagrado do único cara que ela realmente desejou desde que colocou os pés ali, Daniel Grigori, o garoto que carrega tantos segredos quantas penas em suas asas de anjo.

O passado da protagonista parece ser tão sombrio quanto os fenômenos que a perseguem, bem como as razões que levam Daniel a aparentemente detestá-la, mesmo que a atração entre eles não possa ser negada. No entanto, tais revelações só serão de fato feitas nos momentos finais do romance – isso sem falar nas que foram deixadas para as próximas edições da série.

O momento das descobertas, ao invés de motivarem o leitor, o deixam confuso com a quantidade de informações lançadas de uma vez só e que tornam o desfecho da obra, de certa forma, insatisfatório. Resta ver se a continuação da série, Tormenta, irá satisfazer os muitos leitores que ficaram decepcionados com o primeiro volume.

Resenhado por Débora Rezende

406 páginas, Editora Galera. Publicado em 2010.
Publicado originalmente em 2009.

Onde comprar

Voltar |
Categorias: Debora Rezende, Resenhas
Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Comentários