Layout Potterish
Layout Potterish
   
 
Layout Potterish
Layout Potterish
 

The Making of Harry Potter é um dos melhores destinos de acordo com o TripAdvisor [ler]

 

Coruja, gato, sapo [ler]

 

Horário Eleitoral Bruxo [ler]

 

J.K. e os romances policiais [ler]

 

 
 
Layout Potterish
Layout Potterish
 
Clube do Livro- Tolkien Clube do Livro- Garota Replay. Clube do Livro- Jesus Potter. Clube do Livro- A maldição do Tigre.      

 
Layout Potterish
Layout Potterish
 
Confira todos
os modelos e
compre já a sua!
 
 
Layout Potterish
Layout Potterish
Layout Potterish

 
«   »

Harry Potter para meus filhos
//Por Pamela Lima - sexta-feira, 27 de novembro de 2009 às 19:41
O Potterish foi criado com a intenção de informar e unir fãs de Harry Potter, algo que vem fazendo muito bem. Mas além desse elo, os fãs de Harry tem algo importante em comum: todos eles estão totalmente envolvidos pela saga!
Discutimos com amigos, deixamos de estudar para provas, passamos vergonha, tudo pelos sete livros que marcaram nossa geração. Nesse aniversário tão especial, Igor Silva compartilha com a gente um pouco do que ele já fez – e faz! – por causa de Harry, Rony e Hermione.

Leia aqui e depois conte as suas loucuras de amor! Feliz aniversário, Ish!

Por Igor Silva

Não sei se cheguei a mencionar em alguma de minhas colunas o fato de estar lendo, pela 7ª vez, a coleção Harry Potter.

E, ao começar a reler “Harry Potter e a Pedra Filosofal” recordei-me de alguns momentos de 2004, ano em que conheci o livro e o seu respectivo filme. Só então me dei conta que, se HP fosse música, ele seria a trilha sonora da minha vida. Se parássemos para pensar, perceberíamos o quanto essa série marcou (e ainda marca) uma geração. Cresci com Harry, Rony e Hermione, e por que não, Draco e Voldemort.

Acompanhei suas primeiras aventuras em busca da Pedra Filosofal, fui advertido na escola por exclamar alto (demais) quando soube que o novo apanhador da Sonserina era Malfoy, roí as unhas quando Harry enfrentou os dementadores, passei dias tentando adivinhar quem poderia ter colocado o nome de Harry no cálice, chorei as mortes de Cedrico, Sirius, Dumbledore, Lupin… Li “Harry Potter e o Enigma do Príncipe” centenas de vezes em busca de pistas sobre R.A.B e outros mistérios…

Com o passar dos anos (tanto no mundo “real” quanto em Hogwarts), fui experimentando todos os medos e dúvidas, característicos de uma criança em transição para a adolescência. Ao mesmo tempo, Harry experimentava o primeiro amor (e o primeiro fora), Hermione o primeiro beijo e Rony a completa inveja de Krum.

Durante minhas monótonas aulas de Física, escondia-me bem no fundo da sala e abria o pesado volume “A Ordem da Fênix” só para poder odiar Umbridge sossegado, enquanto Harry e Rony lutavam contra o sono nas aulas de Adivinhação.

Todas as vezes que eu pegava em um livro e não conseguia estudar, lembrava da insistente vozinha de Hermione ao meu ouvido dizendo: “Quando resolver me avise!”. Tenho mania de gritar Reparo na louça que acabei de quebrar e, quando minha mãe pergunta o que eu estou fazendo, apenas respondo “Minha varinha tá com defeito”. Só acendo a luz do quarto murmurando Lumus, uma mania que já se tornou hábito.

De vez em quando, me pego rindo das piadas e dos comentários sem nexo de Rony Weasley e é inevitável associar a minha mãe a Molly toda vez que ela resolve ralhar comigo.

Fico pensando no futuro, onde talvez não seja nada mágico acender a luz murmurando um monossílabo, quando bastará um comando para consertar, por infinitas vezes, um aparelho doméstico quebrado. Um futuro onde um simples piscar de olhos poderá ligar o PC. De fato, pode ser que um dia HP acabe se tornando arcaico, mas o valor que teve para meninos e meninas do século XXI será sempre lembrado.

Talvez meus filhos não cheguem a conhecer o prazer que é sentir um volume de HP nas mãos, num futuro onde talvez os livros não existam e tudo será digital. Mas, se depender de mim, o mesmo apego que tenho por minha coleção será herdado por eles.

Pode ser que Harry Potter se torne um game “4D” tão interessante que sequer uma única pessoa terá vontade de abrir o livro. Mas o fato é que esses três jovens chamados Harry, Rony e Hermione serão, para todo o sempre, HERÓIS.

Só existe uma frase capaz de definir tudo o que Harry representou, representa e sempre representará para mim: SIMPLESMENTE INESQUECÍVEL!

Igor Silva é um fã apaixonado, como todos nós do Potterish!

| Voltar |
Categorias: Autor, Colunas, Igor Silva, Notícias em Destaque
Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (36 votos, média: 4,89 de 5)
Loading...Loading...




Comentários
Ao postar, não use xingamentos e palavrões.

Bruna Brasil | sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Ok, eu havia escrito um comentário todo sentimental, mas deu erro e eu perdi tudo. Mas não seja por isso, eu tento escrever novamente. Enquanto eu lia o texto, percebi algumas lágrimas descendo pelo meu rosto. Não tem como pensar no passado, até mesmo no meu presente e futuro, sem pensar em Harry Potter. Ron, Mione e Harry foram os meus melhores amigos, foi com quem cresci e amadureci. Eles me permitiram participar do mundo mágico deles, enquanto eu tentava evitar um pouco a minha realidade. Vou guardar tudo o que eu tenho de mais precioso, ou seja, meus livros e tudo o mais relacionado a Harry Potter, para apresentar ao meu filho, quando este resolver nascer. Quem sabe eu pelo menos possa dar um pouquinho de gosto ao meu filhote de sentir essa magia toda que eu senti na minha adolescência. :D


chuutzki | sexta-feira, 27 de novembro de 2009

ah, meu, chorei também. muito, muito lindo mesmo… eu até tava pensando nisso esses dias, lendo uma revista sobre os gadgets do futuro: esses leitores eletrônicos, nos quais você simplesmente baixa um livro e tá lá. mas nada se compara à sensação de ter um HP novo em mãos, de abri-lo, sentir o peso dele, le-lo por tantas horas que seu braço chegue a doer, virar noites só acompanhando as linhas com a luz do celular… ah, não, nada se compara a isso. que saudades já… <3


Talita | sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Foi um dos textos mais lindos que eu já li em toda minha vida…pelo menos, foi o que mai me tocou, mais se aproximou com o que eu sinto desde que eu li pela 1ª vez o livro e assisti pela 1ª vez o filme, também fez (a faz) parte da minha vida, infância e com certeza vou passar isso a meus filhos…

HP vai ficar na história, outras séries virão, outros recordes serão quebrados, mas a importância e a febre que esta série causou, nenhuma outra vai causar, o que HP significa na minha vida e na vida de muitas outras pessoas, série nenhuma vai conseguir…

Pq HP foi a série q abriu a mente para leitura…a série q eu amoooo de paixão, e que eu defendo com unhas e dentes…a série que fez meu coração acalerar a cada página e estréia no cinema…a série que preencheu minha vida da forma mais maravilhosa, encantadora e mágica possível…HP 4ever :D 8) :!:


Biaa Le Flay | sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Você conseguiu expressar todos os sentimentos que eu sinto pela saga Harry Potter!!
Já fiz fila para ler os livros de uma colega da escola, estava louca para conhecer a série. Já fui chamada de louca por rir dos xingamentos do Harry ao Duda, na ordem da fênix. Morri de raiva da Umbridge, ódio mortal dessa mulher!! rsrs
Quase chorei na morte do Sirius e de tantos outros personagens queridos, muitas mortes que até hoje não me conformo!

Enfim, SIMPLESMENTE INESQUECÍVEL! [2]

Meus filhos lerão Harry Potter!!


Talita | sexta-feira, 27 de novembro de 2009

e sim: não existe nada mais maravilhoso do que a sensação de ter um HP novo em mãos, de abri-lo, sentir o peso dele, como disse esse daqui de cima!

E sim: harry, ron e hermione são meus melhores amigos e heróis pra sempre…..


Tati | sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Talvez eu esteja um pouco “fora de época” aqui e vou explicar porque: já entrei na casa dos “inta” (trintona com muito orgulho!), e só conheci Harry Potter há dois ou três anos, através de um amigo. Vi os quatro primeiros filmes e saí feito uma alucinada atrás dos livros, que me trouxeram de volta a alegria de viver.
Enquanto eu me deixava mergulhar nas muitas e muitas páginas de JK Rowling, estava perdendo meu pai pra uma doença muito complicada, que o levou aos poucos nos últimos anos.
HP era meu refúgio, o lugar no mundo onde eu podia realmente acreditar que tudo ficaria bem no final. Harry, Rony e Hermione eram meus companheiros naqueles longos corredores brancos de hospital
Mesmo sabendo que a hora dele estava próxima, a dor é muito, muito grande… e quantas coisas aplacaram meu coração ao longo de todas aquelas páginas…

Ah! Quanto aos filhos: minha pequena tem oito anos. Começou a Pedra Filosofal há duas semanas. Imagina se eu estou pouco feliz…


Renan Enrique | sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Meus filhos lerão Harry Potter, pelo menos no que depender de mim. E suas considerações foram bastante interessantes, Igor, quando fala da tecnologia e tudo o mais. Seria muito triste se essa tecnologia simplesmente arruinasse a magia presente nessa série, de verdade.

Acho que Harry Potter é a prova mais real de que magia existe, de verdade sabe. Acho que um dos momentos mais marcantes da minha vida foi o dia do lançamento de Deathly Hallows, quando cobri um evento em Campinas. É absurda a energia de TODO MUNDO em sintonia por causa de uma história, de um universo.

É pra sempre!

PS.: Achava que era o único a murmurar “lumus” ao acender a luz do quarto!


Lucas | sexta-feira, 27 de novembro de 2009

“Acompanhei suas primeiras aventuras em busca da Pedra Filosofal, fui advertido na escola por exclamar alto (demais) quando soube que o novo apanhador da Sonserina era Malfoy, roí as unhas quando Harry enfrentou os dementadores, passei dias tentando adivinhar quem poderia ter colocado o nome de Harry no cálice, chorei as mortes de Cedrico, Sirius, Dumbledore, Lupin… Li “Harry Potter e o Enigma do Príncipe” centenas de vezes em busca de pistas sobre R.A.B e outros mistérios…” ²

Cara,só de pensar que todos nós ja sentimos isso… :)


Deny Eduardo | sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Como hoje nós estudamos os clássicos machadianos, em outra oportunidade, em épocas mais avançadas, certamente a saga mais renomada de todos os tempos constará na lista dos vestibulares (se eles ainda existirem!) mas principalmente na lista daqueles livros que marcaram uma geração e que, querendo os pessimistas ou não, foi simplesmente INESQUECÍVEL e tão “ativador” de uma juventude que muito não tinha conhecimento do prazer da leitura! :D


Rodrigo Bruno | sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Belas palavras, Igor.
Mais que nunca.


Karine Ferreira | sexta-feira, 27 de novembro de 2009

“se HP fosse música, ele seria a trilha sonora da minha vida.”, “chorei as mortes de Cedrico, Sirius, Dumbledore, Lupin…”. Ainda choro quando penso neles.
Esse texto está maravilhoso. Enquanto eu lia, meu espirito voltava ao passado e eu ficava recordando as estreias q fui até o EdP, as revistas que comprei e ainda compro, os albuns q ainda coleciono. E os micos q ainda pago por causa deles nem se fala. Mico não pq amar algo como amo essa série não é mico. Já enfrentei até a minha vergonha [sou muuuuuito timida] pra pedir uma caixinha de HP na Saraiva e voltei do centro da cidade do Rio de Janeiro [de onibus] com aquela caixa: todos olhando pra mim e me achando uma louca!!!! huahuahuahua
Em qualquer lugar q estou, qualquer coisa eu associo com Harry Potter. Fui a pouco tempo um hospital visitar meu avô e naun pude deixar d me lembrar do St. Mungos – o hospital era parecido com o eu imaginei do hospital bruxo é claro q não tinha toda a magia do outro!!!! Me lembro tbm a 1ª vez q vi a Pedra Filosofal: o filme jah estava saindo do cinema e eu fui e simplesmente me apaixonei.
Espero um dia poder passar todo esse meu amor para os meus filhos e sobrinhos, contar pra eles como eu cresci junto com o Rony, a Mione e o Harry, como eu vibrei no 1º beijo do Rony e da Mione e do Harry e da Gina, quando eu me surpreendir com a declaração de amor q a Tonks fez pro Remo na Ala Hospitalar de Hogwarts, como morrir d rir com as piadas do Fred e do Jorge e com a paixão pelos trouxas do sr. Weasley ["Qual é exatamente a função de um patinho de borracha?"], como suspirei pelo Rony [hauhauahu], como me revoltei quando li a parte de RdM que dizia sobre os corpos no chão do Fred e, principalmente, da Dora e do Remo… Enfim, “SIMPLESMENTE INESQUECÍVEL!”
[Chorando em frente ao PC!!! ]


Ana Luiza | sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Gente! isso é muito lindo!! parece que foi eu que escrevi! tudo que ele disse que sentiu eu tbm senti!!

é incrivel!!

Mas uma coisa quero deixar marcada: o livro de contos dos meus filhos será Contos de Beedle, o Bardo!!

Adorei o texto parabens!!


uberVU - social comments | sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Social comments and analytics for this post…

This post was mentioned on Twitter by MestreDoAr: Harry Potter para meus filhos http://bit.ly/8QWPRu


Flávio Jr. | sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Texto lindo, Igor! Parabéns!

Emocionou de verdade!

HP representa tanta coisa para mim que é impossível descrever em palavras. Eu não consigo imaginar como era minha vida antes de conhecer HP e muito menos consigo imaginar como ela seria se eu nunca tivesse conhecido.

Ganhei tantos amigos, passei por tantas experiências maravilhosas… HP já faz parte de mim, isso é fato.

Eu costumo dizer uma coisa (nossa, isso já tá ficando chato, da quantidade de vezes que repito rs), mas HP não é apenas uma série de livros e filmes, HP é um SENTIMENTO. Só quem vive a alegria de ser Potteriano é que pode entender a força desse sentimento!

Muito obrigado, Potterish, por me fazer lembrar desta força esta noite!


Bella | sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Igor, você disse TUDO.


Luan | sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Isso é transformar sentimentos em palavras. :cry:
Realmente foi o que senti, é o que sinto e será o que sempre sentirei.
A magia nunca morre.
Harry Potter!
:D


Jaline | sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Eu chorei!! Sim!! Apenas acrescento que eu tive a oportunidade de ver meu filho lendo sobre HP, e que foi por ele que me interessei mais pela Série. Amu mt td isso @__@


Blocbebé23 | sábado, 28 de novembro de 2009

No primeiro livro deixei uma dedicatória para minha filha que tinha, na época, 4 anos. Hoje ela tem 13 e já leu os 7 livros umas 3 vezes. São histórias assim que nos mostram como HP atravessa nossas vidas tranformando-as. Uma magia que nos alegra e emociona, como o texto do Igor exemplifica brilhantemente! Ahhh, nossas vidas nunca serão as mesmas depois de HP e sei que somos agradecidos por isso!


Anônimo | sábado, 28 de novembro de 2009

Harry Potter é um estilo de vida! :D


Lu Potter | sábado, 28 de novembro de 2009

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah, vou chorar!!!!
:cry:
Tirando que eu não grito “reparo” quando alguma coisa quebra, não posso deixar de me identificar com tudo o que você escreveu! Ganhei o primeiro livro na época do lançamento do filme, em 2001. Tinha 11 anos, assim como Harry, de forma que cada livro acabava concordando com a minha idade, então era inevitável que eu me identificasse com os personagens e suas “angústias de adolescente”. HP marcou minha adolescência inteira e eu sou infinitamente grata por isso! E meus filhos VÃO SIM ler HP, porque eu vou gardar meus livros pra eles (herança, uai!)!!!

Parabéns pela coluna!


Mik | sábado, 28 de novembro de 2009

Realmente, é muito espantoso como várias coisas que lemos na série marcaram alguns detalhes que no fim acabaram ajudando a formar nossa personalidade! E nem me refiro aos grandes ensinamentos da série, como o amor, a superação, a união e muitas outras, mas aos detalhes pequenos mesmo que nos damos conta que absovermos só depois!

Desde alguma frase que a gente acaba repetindo e que foi dita por um personagem *a ironia da Mione e da sensibilidade do Rony ser comparada à de uma colher de chá me faz dar risada sozinho até hoje*, uma piadinha que é inevitável *há duas semanas usei a do tarado da machadinha no trabalho e me dei conta só depois*, alguma idéia que temos e decidimos fazer o contrário depois de lembrar de algo que na série deu errado numa situação parecida, e coisas assim! Eu não consigo mais ver uma mulher baixinha e gordinha antipática e não pensar na Umbridge e tentar visualizar a cara de sapo dela! E se a baixinha e gordinha for simpática, é Molly na cabeça! E eu NUNCA mais vou ver um ruivo sem no exato segundo pensar “opa, um Wesley”!

Não sei se um dia vou ter filhos, e se tiver se eles vão se interessar em ler HP *apesar que claro que eu vou dar uma forçadinha*, mas hoje mesmo quando algum conhecido ou até conhecido de um conhecido começa a ler a série, eu já fico contente e comento “ah, então esse é gente boa”!

E esse ano que me dei conta que eu não consigo passar um ano sem reler a série inteira, é algo que venho fazendo desde 2000 *e sim, só a Pedra Filosofal eu li 9 vezes, Relíquias foram 3 até o momento*, e se não releio logo parece que tá faltando alguma coisa!

É estranho, mas é uma sensação ótima! 8)


Lepitas | sábado, 28 de novembro de 2009

“Se HP fosse música, seria a trilha sonora da minha vida…” [2]

Parabéns Igor, seu texto expressa muito bem como todos nós [ou pelos eu] nos sentimos.

Harry Potter foi algo mágico que aconteceu na minha vida.

A primeira vez que eu ouvi falar de Harry Potter, foi em 2000. Eu tinha 7 anos, era uma criança ainda. Tinha acabado de entrar na escola, mal sabia ler. Em 2001, eu realmente li o livro e ouve um momento.

Eu sei que li Pedra Filosofal em 2 dias.
E todos os outros, eu li em 2 dias, no máximo.
Quando comprei Harry Potter o Principe misterioso [titulo idiota aqui em Portugal :roll: EdP pra quem não souber;], eu fui a ler no carro e tudo.

Se eu não acreditava em “amor à primeira vista”, eu estava completamente errada, porque Harry Potter não é apenas uma história.

Harry Potter é uma ponte para o mundo onde eu quero viver.

HP é todo um mundo. Foi com ele que eu consegui encontrar bons amigos, bons valores morais, bons tudo.

A verdade é que eu ainda espero que os meus pais tenham a vergonha de me dizer que roubaram minha carta de admissão a Hogwarts. Eu sou obsecada e sonho em ter todo o material possivel de Harry Potter.

Eu compro revistas e jornais de prepósito se tiverem algo que tenha HP.

Eu li cada livro umas 4, 5 vezes, e posso ler mais, porque eu simplesmente não me canso, e parece que a cada vez que leio, descubro mais alguma coisa.

Foi por causa de Harry Potter que eu conheci o Ish, e o Fórum do Grimm, e foi por causa disso que eu formei grandes amizades à distância [ A estrelinha portuga ao ataque xP]

Harry Potter conecta cada um de nós. Todos nós estamos em busca de saber tudo tudo sobre as pistas que a J.K deixa para nós.

Ok, reli o que acabei de escrever e ficou meloso demais :roll:

Whatever.

Harry Potter é vida e eu não sei o que seria de mim sem o que a saga me ensinou.

Eu sonho Harry Potter, eu penso Harry Potter, eu falo Harry Potter.

Obrigada Tia Jo, por nos ter dado um motivo para nos conhecermos!

A J.K é diva e nós também, porque a veneramos 8)

Parabéns Ish, e não termine NUNCA!

[Meu Deus, que medo de mim própria 8O ]


André Luís | sábado, 28 de novembro de 2009

Só descobri HP depois de adulto (já estava quase concluindo a faculdade). Deve ter sido muito bom crescer junto com os livros.

De qualquer forma, para mim também foi inesquecível.


Amanda Sequeira | sábado, 28 de novembro de 2009

Axo que não tenha uma pessoa nessa vida que leu nem que seja uma pagina (impossivel ler só uma neh ) qe não tenha se apaixonado .. minha infancia e toda minha adolesencia (q ainda estou nela) eu vivi ao lado desse trio, dessa magia, desse encanto.. cada vex que eu leia e leio, fiko pensando como pode não existir um mundo assim ! Mais eu sei que existe, porque enquanto eu acreditar na magia e no amor, tudo poderá se realizar .. mesmo que uma luz não se acenda quando eu disser LUMUS, ou mesmo que eu nao possa criar uma poção da sorte, a vida vai ser como ela sempre foi pra mim.. Mesmo que vces me axam louca, mas sempre que eu ficava triste eu lia o livro (qualquer um), e me sentia feliz, e quando tava feliz demais lia tbm, como forma de transmiti- la .. minha tia teve epoca que escondeu todos os meus livros porque eu só vivia em função de HP, não estudava nao fazia nada, e quando Sirius morreu, me senti de Luto, fiquei triste por dias (sem mentira).. eu todo dia dormia com o livro de baixo do travesseiro, mesmo q eu não tivesse lido ou não fosse ler.. hje tenho q usar oculos, porqe virei varias noites lendo o livro no escuro, com a unica luzinha pra iluminar as paginas eram do meu celular, q toda hora apagava e acendia porq tinha q fikar clicando em alguma tecla para ela acender.. ja chorei por ti Harry, ja ri, minha amigas ja me zuaram por não ter papo com os meninos q eu gostava porq o unico assunto q eu cv com eles era sobre o Harry, e qndo eu ja tinha falado tudo q eu podia falar sobre meu bruxo preferido, eu simplesmente me calava sem assunto ¬¬’ voce foi meu melhor amigo, alguem que sempre esteve la quando eu mais precisava.. Que esse amor que eu sinto por esse mundo magico possa continuar, pros meus filhos, netos e por ae em diante, e se não continuar, não se precupem Harry,Gina e Rony, porque eu sempre os AMAREI !


Amanda | sábado, 28 de novembro de 2009

É impressionante cmo palavras bem ditas tem o poder de nos fazer sorrir e chorar ao msmo tempo.é inevitável sorrir, ao menos que seja um sorriso de canto, ao saber q tdas as coisas q tanta gnt relata é o msmo q tdo mundo passou, q as sensações q achavamos q eram só nossas são de tanta gnt.
Conheci HP aos 11 anos, e foi amor a primeira vista, vi 10 vezes a pedra filosofas no cinema, corri enloquecida compra tdas as revistas das bancas, recortes de jornais então nem se fala.A cada livro novo é aquela msma emoção, sentir o peso, o cheiro, a textura, devora-los em poucos dias e qndo chegar ao fim simplesmente começar tdo de novo por ñ admitir que tenha acabo.Ler cada livro um milhão de vezes tentando encontrar uma brecha, e depois reler pq “com certeza eu deixei alguma coisa passar, não é possível”,formular teorias improváveis, tentar desvendar mistério após mistério, encontrar traidores.Tudo isso aguçou nossa sensibilidade, criatividade, raciocínio, imaginação, atenção, memória etc.
Tenho certeza q as tentativas de convocar o controle da tv com um “accio” ñ são só minhas, nem as de q galhos de árvores e agulhas de trico fossem capaz de conjurar água em um copo vazio.Ficar a aula tda imaginando como seria em hogwarts, imaginando q aparatar deveria ser mil vezes melhor q pegar onibus, falar sozinho por horas, chorar e rir tdas as 500 vezes q um filme passa na tv e mais 500 pelas vezes q ver no dvd.Sensações como estas são inesqueciveis, ñ importa q tempo, q tecnologia e q mentalidade venha, estaremos sempre lembrando, com tdos os detalhes, de tdas as histórias q passamos juntos com Harry, Rony e Mione, tdas as conquistas q tivemos, os amigos q fizemos, os namorados q encontramos e os valores q cultivamos graças a HP.Lembranças como estas estarão sempre vivas em nossa memória, para sempre.
Meus filhos lerão HP, pq eles terão um lugar especial na estante, aos olhos de tdos q chegarem e caso perguntem que livros amarelados são aqueles, responderei “São oq me tornaram oq sou hoje”.


Igor Silva | domingo, 29 de novembro de 2009

Morri… Pensei que o texto fosse ser repudiado, porque, ao contrário da maioria de minhas colunas aqui no ish, essa foi a primeira que não possui dados técnicos como datas de surgimento de séries, nomes históricos, números e etc: para surgir, ela só precisou vir diretamente do coração. Nunca fui muito fã de escrever ensaios, pq, como me irmã costuma dizer, “eu sou seco por dentro” rsrsrs.
Mas obg a quem curtiu e ignorem as minhas manias de doido varrido (a la tarso)
abraços


Anônimo | domingo, 29 de novembro de 2009

Eu conheci Harry Potter aos 5 anos de idade, e hoje , com 13 anos qu ainda amo a serie… o que me torn uma super fã…. eu tenho todos os livros da serie, e eu ja todos muitas vezes, sendo o que eu menos li (harry potter e a ordem da fenix) eu li 7 veze, e o que eu mais li ( harry potter e a pedra filosofal) 11 vezes…
ja decorei toda a historia completa da saga, nomes, lugares, TUDO….
Meu quarto é totalmente cheio de posters da saga competa… tenho o uniforme de Hogwarts( sendo que eu ja fui para a escola e outras festa com ele),eu simplesmente vivo harry Potter nesses 8 anos ……
eu ainda lembro nitidamente da primeira vez que eu assisti harry Potter e a pedra filosofal…. ” era dia 23 de novembro de 2001, dia da estreia de harry Potter e a pedra filosofal, eu estava o cinema com meus tios que haviam chegado do outro lado do país.tinhamos que escolher um filme para ver, entao , resolvemos ver harry Potter….. eu tinha 5 anos , usava meu primeiro salto e estava em ferias perfeitas…. no decorrer do filme ( eu ja estava apaixonada pelo filme naquela hora), chega a cena em que harry joga quadribol pela primeira vez, e, eu , torcendo fielmente para harry, levanto da poltrona, ergo as mãos e começo a gritar torcida para harry no meio do cinema…. ( tudo bem que depois me mandaram calar a boca, mas eu estava querendo vê-lo ganhar), depois do filme… eu simplesmente chego para minha tia e digo ‘ tia, estou apaixonada’ “, e depis disso, eu vejo todos os filmes na estreia, compro todos os livros, filmes e tudo que eu possa… etc…
Por que eu faço issoo??

Porque eu simplesmente AMO HARRY POTTER!!! ♥

O.B.S.: minha proxima meta referente à harry potter é conhecer o trio potteriano e conhecer o “Mundo Magico de Harry Potter”, na florida….

Abraçosss…..


Regina | domingo, 29 de novembro de 2009

Eu conheci Harry Potter aos 5 anos de idade, e hoje , com 13 anos qu ainda amo a serie… o que me torna uma super fã…. eu tenho todos os livros da serie, e eu ja todos muitas vezes, sendo o que eu menos li (harry potter e a ordem da fenix) eu li 7 veze, e o que eu mais li ( harry potter e a pedra filosofal) 11 vezes…
ja decorei toda a historia completa da saga, nomes, lugares, TUDO….
Meu quarto é totalmente cheio de posters da saga competa… tenho o uniforme de Hogwarts( sendo que eu ja fui para a escola e outras festa com ele),eu simplesmente vivo harry Potter nesses 8 anos ……
eu ainda lembro nitidamente da primeira vez que eu assisti harry Potter e a pedra filosofal…. ” era dia 23 de novembro de 2001, dia da estreia de harry Potter e a pedra filosofal, eu estava o cinema com meus tios que haviam chegado do outro lado do país.tinhamos que escolher um filme para ver, entao , resolvemos ver harry Potter….. eu tinha 5 anos , usava meu primeiro salto e estava em ferias perfeitas…. no decorrer do filme ( eu ja estava apaixonada pelo filme naquela hora), chega a cena em que harry joga quadribol pela primeira vez, e, eu , torcendo fielmente para harry, levanto da poltrona, ergo as mãos e começo a gritar torcida para harry no meio do cinema…. (tudo bem que depois me mandaram calar a boca, mas eu estava querendo vê-lo ganhar), depois do filme… eu simplesmente chego para minha tia e digo ‘ tia, estou apaixonada’ “, e depois disso, eu vejo todos os filmes na estreia, compro todos os livros, filmes, e tudo que eu possa… etc…
Por que eu faço issoo??

Porque eu simplesmente AMO HARRY POTTER!!! ♥

O.B.S.: minha proxima meta referente à harry potter é conhecer o trio potteriano e conhecer o “Mundo Magico de Harry Potter”, nos parques do Orlando….

Abraçosss…..


luiz | domingo, 29 de novembro de 2009

cara PARABÉNS .. tu escreve muuito em disse tudo *-*
realmente foi MUUUITO legal
vlww ! *_*


Jean | segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Confesso que chorei!
Minha história é tão emocionante quanto as dos outros potterianos, eu lembro que ganhei meu primeiro livro (cálice de fogo) em 2003 no Natal,eu tinha ficado de recuperação na escola e minha mãe disse que eu só ía ler quando terminasse todas as provas, quando ela saía com meu pai e eu ficava sozinho, ía correndo pegar o livro e começava a ler,quando passei nas provas e ela me entregou o livro eu já estava na metada rsrs. Hoje em dia quando releio CdF nos capitulos iniciais sempre lembro disso, acho muiito mágico, eu tinha 12 anos, hoje tenho 18 e continuo amando a série. Ahh acompanho o Potterish desde o início, naquele tempo que o layout era vermelho e tinha a foto do trio na mesa do grande salão em a câmara secreta.
Obrigado J.K
Obrigado Potterish.


Josy | segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Meus olhos estao chieo de lagrimas..(sem sacangem.. isso eh verdade!!) mas vaoms ao texto!!! eu ficava sem estudar para as provas por causa dos livros… fiquei sem ar qndo li a morte de Dumbledore no metro… uma senhora veio me pergunta se eu estava bem, pq estava mto pálida.. e eu disse q era o calor.. hihihihi qndo Siriu morreu, me deu uma vontade inevitavel da Belatrix esta na minha frente e eu ter uma varinha em maos.. enfim.. HP foi a minha salvação na minha adolescencia em q os meus melhores amigos foram Harry, Hermione e Rony!!! E Voldemort era o meu bicho papao no armário!!! Graças a serie, conhecia alguns amigos na internet… alguns Pottermaniacos como eu… Eu tinha 11 anos qndo conhecia a serie, e hj com 20, sinto q os melhores momentos da minha vida foram lendo HP e escrevendo/lendo fanfictons sobre ele!!! E lembro ate hj dos discursos de “a serie acabou, mas as fics naum…” Foram tantos momentos… mas uma pessoa foi essencial para isso: JK Rowling (agradeço sempre por ela ter uma baita criatividade!)… Enfim.. naum quero xorar de novo, entuam!!! amei o seu texto e cocordo plenamente: o futuro jamais apagará o meu passado feliz de ter crescido com Harry Potter na minha mesinha de cabiceira….


Josy | segunda-feira, 30 de novembro de 2009

ps: Minha filha vai se chamar Amata e vou conta td dia os contos de Beeddle, o Bardo para ela antes de dormir!!!


Bruno | terça-feira, 01 de dezembro de 2009

Um texto com a síntese dos sentimentos de toda uma geração!!!!


Isabella :D | quarta-feira, 02 de dezembro de 2009

Difícil descrever Harry Potter. Eu conheci a série através da minha prima… Eu pegava os livros dela e lia, lia e lia! Daí aos poucos, com muito esforço, comprei toda a coleção com a minha própria mesada! Lembro qdo comprei o 1º filme em VHS! kkkkkk Albuns, revistas, impressões coloridas da internet de fotos e mais fotos (meu pai queria me matar… hahaha)… e a vontade de fazer parte de um dos filmes só pra poder estar literalmente dentro daquele mundo fantástico? Nossa… Como eu sonhei! Como o meu braço formigou de ficar segurando os livros por horas pra poder chegar mais na frente… sempre mais… e qdo via, acabou! Não tinha como parar! Potterish? Sempre presente! O site em q sempre entrei pra saber notícias do mundo Potteriano! E hoje, na faculdade, qdo estou triste, atolada em provas pego um dos livros e tudo melhora… Ou penso, “Deixa eu entrar no Ish pra eu ver qq tá rolando com a minha galera!” hehehe Hum… Que saudade da espera pelos novos livros! E q expectativa a cada página… E choros com soluços… E risos desconcertantes! Ah gente, não tem como expressar! HP é pra sempre… Tá enraizado em nossos corações! Não tem jeito… Eu pago pau pra Tia Jo, pois criatividade, inteligência e perspicácia… é com ela mesmo! :D
Harry, Rony e Hermione… O trio parada dura! hehehe Minha paixão! E farei de tudo pra q meus filhos possam sentir isso qdo eu os tiver!
E é bom saber, q sempre q eu precisar e querer fazer uma visitinha ao meu trio fantástico, eles estarão lá… Esperando pra mais uma vez trazer alegria ao meu coração e me levar para suas aventuras pelo mundo bruxo!

P.S.: Eu ainda acho q a minha carta de Hogwarts foi extraviada! A coruja se perdeu! hihi :roll:

Abraços Potterish!
Vcs são um grande elo que nos liga ao mundo Potteriano… Continuem com esse trabalho brilhante! :)
Feliz Natal a todos!


Mila | sexta-feira, 04 de dezembro de 2009

Meninooooooooooo!!! Que coisaa meu deusssss!! Se sua professora de portugues fosse esperta e desse um tema de redaçao: oq vc aprendeu com seu livro favorito! Vc tiraria nota máximaa! Muitooo bommmm!! E eu concordooo…toda vez que leio Harry Potter é sempre mágico e é sempre as mesmas emoçoes!

Marca tanto esta época do ano! Sempre férias pq era quando dava tempo. Mas depois chegou um momento que nao dava pra esperar as férias e era assim que nem voce…Deu bobeira, tava lendo Harry Potter.

Eu comecei a ler em 2001 se não me engano! Nossa, muitoo bommm!!! Harry Potter vai sempre ter fãsss!!! Fazia muito tempo que nao lia nada sobre eles, dei uma afastada!! Mas os amooo muitoooo!!! Todo mundo aqui ama neh?? *-*

Beeijinhossss!!!
Parabénsssssssss!!!


Thaís *-* | terça-feira, 08 de dezembro de 2009

hnm, esse texto me fez lembrar com uma certa dor no coração as madrugadas ou tardes de sábado que ler e reler esses livros era a coisa mais maravilhosa que eu podia fazer, as manchas de gordura nas páginas, – porque não dava pra parar só pra comer, oras! – os momentos de histeria que ninguém entendia, rir da mesma piada MIL VEZES, com o mesmo entusiasmo, chorar pelas mesmas mortes com a mesma tristeza tantas mais…as crises de abstinência, e quando, ainda dói lembrar, minha mãe rasgou todos os livros e jogou no lixo :cry:
enfim, a parte, acho que devemos agradecer every day a dádiva do nascimento da nossa querida Tia Jo e por dividir conosco o seu brilhantismo at eternum.


Lucas | domingo, 13 de dezembro de 2009

Ai, ai. Harry Potter.

De vez em quando, em momentos como esse, lendo o seu texto, eu me pego pensando em como minha vida seria completamente diferente sem Harry Potter. Meus amigos talvez fossem outros. Minha paixão por ler e escrever — se for exagero dizer que não existiria — seria tão menor…

Harry Potter foi o primeiro livro… de verdade, digamos assim, que eu li, mais ou menos em 1999, 2000. Eu tinha cinco, seis anos — um dia eu ainda descubro a data exata. Eu tenho a memória perfeita do pequeno pedaço do livro aparecendo para fora da mala do meu pai, com o começo da sinopse na contracapa. Eu comecei a ler, e a curiosidade me fez ir tirando e tirando o livro de dentro do bolso, até que eu o tinha em minhas mãos e comecei a ler. Meu pai tinha comprado pra mim em uma viagem a São Paulo quando aqui em Fortaleza ainda nem tinha sido lançado, eu acho. Minha descoberta do segundo foi através de um assalto. Eu vi que uma prima minha estava lendo e pedi emprestado — e não devolvi até hoje (desculpa, prima). O terceiro e o quarto foram devorados na biblioteca do colégio.

Mas foi no quinto que começou mesmo a paixão que eu tenho até hoje: pela primeira de três vezes em minha vida eu experimentei a ansiedade excruciante e prazerosa da espera por um Harry Potter. Até que o meu pai comprou o livro e eu, com nove anos, li as 702 páginas em cinco dias.

O sexto foi quase no mesmo dia do quarto filme, então meus pais me deixaram no shopping para que eu comprasse o livro e o ingresso, e eu fiquei lendo o livro sozinho na fila do cinema.

E o sétimo, o momento final — me vem ao cérebro a cena quase que em câmera lenta. Eu correndo em direção da torre de livros laranjas com lágrima nos olhos e depois em direção a uma cadeira pra começar a ler.

Além dos livros há a emoção dos filmes e todas aquelas discuções meio inúteis sobre as coisas que foram cortadas. Há os duelos mágicos que fazia com meus primos, galhos em mãos para serem usados como varinhas.

Há as fanfics, há os amigos, há os fóruns…

Quando eu vejo hoje meu primo lendo Harry Potter e o prisioneiro Azkaban, eu fico muito, muito feliz, e meio que me vejo quando criança. É claro que meus planos para os meus filhos são até um pouco cruéis quanto a leitura de HP, mas eu procuro já espalhar essa paixão sempre que posso: com certeza vou emprestar minha coleção para o meu irmãozinho que vai nascer em janeiro.

Ele infelizmente não vai poder viver as emoções que vivemos todos esses anos, mas pelo menos as emoções contidas nos livros vão ser transmitidas.

Como foram para mim nesses oito ou nove anos de vida potteriana.

Amei o seu texto. Foi um reflexo de tudo que nós sentimos nesses anos.

PS: Eu não falo lumus quando ligo a luz, mas adorei a ideia. O que eu falo frequentemente é accio, quando alguém me pede pra pegar alguma coisa. Pena que eles não entendem e eu tenho que ir buscar do mesmo jeito…


Anônimo | sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

:oops: :evil: :D :) :?: :!: 8O


Anônimo | terça-feira, 22 de dezembro de 2009

“…le-lo por tantas horas que seu braço chegue a doer, virar noites só acompanhando as linhas com a luz do celular… ”
haha… Agora sei q não é só eu q faço isso!
Ficou incrivel o texto! Parabéns!!


thayna potter mesquita | terça-feira, 22 de dezembro de 2009

EU AMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO
HARRY ,SABE FALO OS FEITIÇOS EM CADA SITUAÇAO,KKKKKK
EU SOU COM MUITO ORGULHO MANIACA POR HARRY POTTER!
A MINHA TIA DIZ QUE AS COISAS DE LA SAO DO MAL CO


Mione Weasley | quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Eu simplesmente amo HP e me emocioney com as mensagens de algumas pessoas aí.

HARRY POTTER 4EVER :D


Kenia | domingo, 07 de fevereiro de 2010

Tenho que confessar que não tenho o hábito de comentar essas colunas, mas a sua é uma exceção…Igor, vc me remeteu a um passado não muito distante, em que eu me lembro que eu uma vez, em meados de 2003, cheguei mais cedo para a minha aula de capoeira e fiquei debaixo da sombra de um árvore “relendo” o Prisioneiro de Azkaban…já passei tanta coisa com os livros…lembro que quando comprei as Relíquias da morte, me sentei na cadeira do meu quarto pra ler e só saí de lá pra comer, tomar banho ou dormir…conclusão: li o livro em 3 dias…pensando bem…fiz o mesmo com todos…li todos em tempo recorde! A Câmara Secreta por exemplo, li em 2 dias e fiquei espantada comigo mesma por ter lido um livro de mais de 100 páginas em praticamente em 48 hrs! E outra vez, carregando os 4 primeiros livros com uma mão só pelo quarto e não é que eu deixei cair os livros no chão? quando vi o amaasado que eles ficaram, queria morrer, pois são praticamente meus filhos…e agora ficam em um local protegidos no meu guarda-roupa, separados dos outros livros e muito mais resguardados…lembro tbm que cantava PARABÉNS pros meu livros no dia que completava mais um ano que eu os tinha comprado…hehehehehe, e no dia que deixei cair Todynho no Cálice de fogo quando tava viajando? tambem queria morrer, a sorte foi que foi um pingo mínimo na lateral…mas mesmo assim, filho é filho…então decidi que meus meninos não iam mais sair do meu quarto, e para ler eu sempre adoto o ritual de lavar as mãos…quando na empolgação arregacei demais o Cálice de Fogo e ficou aquela “cicatriz” na brochadura, decidi com a Ordem da Fênnix não arregaçar tanto…e ele continua novo em folha…Bom, essas são só algumas histórias que só quem é fã para entender essa fã…adorei a sua coluna! Para Sempre HARRY POTTER! ;)


Kenia | domingo, 07 de fevereiro de 2010

PS: fiquei com os olhos cheios de lágrimas quando o Sirius morreu, pasma com o ataque de raiva do Harry destruindo todo o escritório do Dumbledore…adorei o ataque de ciúmes do Rony no baile de inverno…simplismente a-d-o-r-e-i ver o Harry beijando a Gina na frente da Grifinória toda ( na minha opinião eles tinham que ficar juntos desde que eu li a Câmara Secreta ) e falando nisso odiei e o-d-e-i-o a CHOrona até hoje…fiquei super feliz por finalmente Rony e Hermione ficarem junto e totalmente decepcionada com a morte da Tonks, do Lupin,do Dobby e do Fred…a morte da Edwiges então? foi como um tapa na cara de que a jornda de Harry não era brincadeira…acho que morri junto com o Harry naquele Avada Kedavra, mas ressucitei junto com o meu herói favorito!



Ou:
Nome:
(opcional)
E-mail:
(opcional)
Website:
(opcional)
Mensagem:
Add Avatar?
   
 

 

Qual o seu smartphone?







Loading ... Loading ...
 
Resultados Anteriores
 
 

[TRADUZIDO] J.K. Rowling escreve história sobre Umbridge no Pottermore [ler]

 

Daniel Radcliffe diz estar ansioso para “Animais Fantásticos” e comenta o discurso de Emma Watson para a ONU [ler]

 

J.K. Rowling irá lançar uma nova história no Halloween! [ler]

 

Dama Maggie Smith se junta oficialmente à Ordem dos Companheiros de Honra [ler]

 

 
 
 
09/02/2013
Lançada a nossa seção dedicada à literatura chamada Clube do Livro.

01/12/2012
Criado aplicativo do Potterish para iPhone/iPod.

28/11/2012
Lançado aplicativo do Potterish para Windows Phone.

14/04/2012
Potterish lança hotsite com traduções do Pottermore.

23/01/2012
Versão mobile do Potterish disponível para acesso ao site através de dispositivos móveis.

 
 
 
Parceiros
 
 
Doe para a ABEM
 
 
 

Buscar no Potterish
Powered by WordPress