Harry e Gina – Amor e Fatos!

//Por Fernando Nery - terça-feira, 06 de março de 2007 às 16:13

Nosso colunista, Rodrigo Salvador, continua nossa área de Colunas, tratando agora a respeito de fatos que uniram o casal Harry Potter e Gina Weasley no sexto livro da saga.

Análise sobre os trechos obscuros e visiveis sobre como o casal foi se formando ao longo do livro, e como isso influenciou a vida de nosso herói. Recomendamos aos fanáticos por outros Shipps bastante cautela e respeito ao ler a coluna.

Você pode conferir a coluna completa aqui.

Deixe seu comentário e feedback, é importante para nós e para o autor. Se quiser, sinta-se livre para comentar a mesma em nosso Fórum.

Coluna H/G
Fatos Ligados ao romance entre o Shipper Harry Potter e Gina Weasley
Livro: Half-Blood Prince

Por Rodrigo Salvador

Venho por meio dessa coluna me expressar em relação a um tema muito polêmico entre os aficcionados por Harry Potter, os Shipps.

Após desgastantes leituras, discussões, desentendimentos e bate-papos ON e Off-Line, resolvi que mostraria alguns fatos que me permitem concluir, que sem sombra de dúvidas, Harry e Gina não são um casal apenas formado por circunstâncias obscuras e sem sentido, e sim que há de fato, diversos argumentos e apontamentos que não deixam margem para dúvidas.

Muito debate-se entre Harry ter se apaixonado repentinamente por Gina, ou que a garota é aproveitadora, mesquinha, e para se usar um termo apropriado, um pouco saidinha demais para sua idade. Bom, eu reli o livro Half-Blood Prince três vezes para poder lhes mostrar que o casal de fato foi se formando ao longo do ano, que mesmo inconscientemente, Harry já gostava dela, e que Gina perdeu sua antiga devoção a um ídolo que ela não conhecia quando criança, e passou a amá-lo com um sentimento tão forte que será decisivo para Harry no derradeiro livro da série.

Apenas um pitaco aos que odeiam a garota. Com 16 anos, Harry foi seu terceiro namorado, algo muito normal, visto até mesmo sob a ótica do próprio Harry, que teve um relacionamento com duas garotas, incluindo Gina obviamente. Ela evoluiu no livro, assim como os adolescentes dão um salto muito grande de amadurecimento e decisões nessa idade, aliado também a uma grande rebeldia, em virtude dos diversos hormônios em seus corpos, portanto, não esqueçam que antes de bruxos, eles são seres humanos. E a J.K. Rowling nunca deixará de ser uma das grandes autoras desse século só porque não juntou o seu ship preferido. Contente-se em ler a série, e use as Fan Fics para satisfazer seus desejos pessoais reprimidos.

Por favor, peço encarecidamente que se mantenham coerentes ao comentar nessa coluna, pois não venho aqui para causar desentendimentos, e sim provar um ponto de vista. O que seria do amarelo se todos gostassem do azul certo? Mas não precisamos ofender e nem menosprezar ninguém com gostos diferentes. São apenas pontos de vista, e se você não concorda, com certeza é livre para retrucar de maneira ordenada e civilizada.

Boa Leitura a todos.

Trechos reproduzidos em sua totalidade do livro Half-Blood Prince. Os comentários aqui utilizados são de minha ótica pessoal, porém os seus respectivos trechos são de autoria de J.k. Rowling.

Pág. 109, Último Parágrafo

(…) -Certo. -Harry sentiu uma estranha fisgada de contrariedade quando ela se afastou, os longos cabelos ruivos dançando nas suas costas. Elee de acustumara
de tal maneira à sua presença no verão que quase se esquecera de que Gina não andava com ele, Rony e Hermione.quando estavam na escola.(…)

Comentário: Fisgada seria um indício de que ele estava querendo a presença dela?

Pág. 153, 7º Parágrafo

(…) -Calma aí – disse uma voz ao ouvido esquerdo de Harry, que sentiu a repentina presença do aroma floral que reconhecera na masmorra de Slughorn.(…)

Comentário: Para quem não lembra, a Poção estudada na masmorra de Slughorn é a Amortentia, que possui um cheiro caracteristico que atrai a pessoa que o sente(Pág. 148, primeiro parágrafo).Pode-se ver então que o cheiro floral de Gina o atrai, mesmo ele ainda não tendo entendido o que está ocorrendo.

Pág. 185, 8º Parágrafo

(…)Momentaneamente desarmado, Harry ficou apreciando Gina brincar com Arnaldo, o Mini-Pufe, até poder contornar aquela objeção.(…)

Comentário: Admirando e notando, primeiros sinais de interesse.

Pág. 191, 4º Parágrafo

(…)- Sentiu-se de repente leve e feliz. -Quer se encontrar com a gente em Hogsmeade, Gina?(…)

Comentário: Impulso as vezes pode indicar o que a pessoa quer e não tem coragem de aceitar.

Pág. 195, Último Parágrafo

(…) Os pensamentos de Harry se desviaram para Gina enquanto avançavam pela estrada de Hogwarts em meio à lama congelada. Com certeza não tinham encontrado a garota, concluiu Harry, porque ela e Dino deviam estar aconchegados no salão de chá de Madame Puddiofoot, aquele refúgio de casais felizes. De cara amarrada, ele baixou a cabeça para enfrentar o torvelinho de granizo continuou andando.(…)

Comentário: Ciúmes

Pág. 224, Penúltimo Parágrafo

(…) Foi como se uma coisa grande e escamosa tivesse despertado no estômago de Harry, e enterrado as garras em suas entranhas: um afluxo de sangue quente pareceu
inundar seu cérebro, extinguindo todo o pensamento e substituindo-o pelo impulso selvagem de azarar Dino, transformando-o em geléia. Lutando contra esta súbita loucura, ele ouviu a voz de Rony muito longe.(…)

Comentário: Momento em que Hary vê Dino e Gina se beijando. Não preciso nem comentar os pensamentos dele não é? Ou alguém aqui acha realmente que é apenas um sentimento fraternal que ele sente por ela?

Pág. 225, 5º e 12º Parágrafo

(…) Dino pareceu constrangido, Lançou um sorriso evasivo a Harry, que não o retribuiu, porque o monstro recém-nascido dentro dele urrava, pedindo imediatamente a exclusão de Dino da equipe.(…)
(…) -Ele não quis dizer nada, Gina – interpôs Harry automaticamente, embora o monstro estivesse rugindo sua aprovação as palavras de Rony.(…)

Comentário: Bom, clássica cena de ciúmes na qual o Harry já estava se dando conta do seu sentimento por Gina.

Pág. 226 – 10º, 11º e 12º Parágrafo

(…)Harry mal escutou o barulho de vidro partindo; sentia-se desorientado, tonto; ser atingido por um raio deveria ser parecido. Só porque ela é a irmã de Rony, pensou. Você não gostou de ver Giona beijando o Dino porque ela é a irmã do Rony…
Involuntariamente, porém sua mente foi invadida pela imagem daquele mesmo corredor deserto, e ele beijando Gina em vez de… o monstro em seu peito ronronou… então viu Rony rasgando a tapeçaria e puxando a varinha contra ele, gritando coisas como “traiu minha confiança”… “acreditei que era meu amigo”…(…)
(…) Harry teve um sobressalto de remorso e arrancou a imaginação do corredor onde Rony não entrara, onde ele e Gina estavam sozinhos…(…)

Comentário: Conflito interno, o Harry pensando que o Rony terminaria a amizade com ele por causa de sua irmã, e como convia a ele pensar que isso seria verdade, ele atribuiu seu sentimento por Gina como apenas afeto de irmão. Pobre Harry.

Pág. 227, 2º e 4 º Parágrafo

(…)Harry ficou acordado durante muito tempo, contemplando dossel da cama e tentando se convencer de que seus sentimentos por Gina eram inteiramente fraternais. Tinham vivido, não tinham. como irmão e irmã o verão todo, jogando quadribol, implicando com Rony e rindo de Gui e Fleuma. Conhecia Gina havia anos… era natural que quisesse protegê-la…natural que prestasse atenção nela… quisesse despedaçar Dino por tê-la beijado… não… teria controlar particularmente este sentimento fraternal…(…)
(…)Ela é irmã de Rony, disse a si mesmo com firmeza. Irmã de Rony. è fruto proibido… Ele não arriscaria sua amizade com Rony por nada. Deu uns socos no travesseiro para deixá-lo mais confortável e esperou o sono chegar, fazendo o possível para não deixar seus pensamentos vagarem nem próximo de Gina.(…)

Comentário: Ohoo, sonhando com Gina… hmmm

Pág. 233, 8º Parágrafo

(…) Rindo, Harry se desvencilhou da equipe e abraçou Gina, mas muito rápido soltou-a.(…)

Comentário: Porque ele não a abraçou como abraça a Hermione ou o resto dos amigos? Provavelmente algo em relação a Gina há um sentimento diferente.

Pág. 235, 8º Parágrafo

(…) Ela lhe deu uma palmadinha no braço; Harry sentiu um abalo no estômago, mas em seguida ela se afastou para se servir de mais cerveja amanteigada.(…)

Comentário: Só sinto abalos no estômago quando eu to afim de alguém, e vocês?

Pág. 240, 3º Parágrafo

(…) Não tem ninguém que eu queira convidar – murmurou Harry, que ainda tentava não pensar em Gina mais do que era inevitável.(…)

Comentário: Nossa, pensar constantemente não é só amizade, já é obsessão; Amor, Paixão ou seja lá o que você chama.

Pág. 244, 15º Parágrafo

(…) E continuou andando ao longo da mesa, para se sentar com Dino. Harry tentou se alegrar que Gina tivesse gostado do seu convite à Luna, mas não conseguiu. (…)

Comentário: S/C

Pág. 266, 12º Parágrafo

(…) – Harry, tem uma larva no seu cabelo – disse Gina alegre, debruçando-se sobre a mesa para retirá-la; Harry sentiu subirem pelo seu pescoço arrepios que não tinham relação alguma com a larva. (…)

Comentário: Ahá, minha mãe disse que nessa idade arrepios não são mais cocégas…

Pág. 327, 3º Parágrafo

(…) Gina veio fazer uma visita quando você estava inconsciente – disse ele depois de uma longa pausa, e instantaneamente a imaginação de Harry disparou, montando uma cena em que Gina, chorando sobre o seu corpo sem vida, confessava sentir uma forte atração por ele enquanto Rony os abençoava… (…)

Comentário: Poupe-me… Apaixonado é pouco.

Pág. 332, 1º Parágrafo

(…) A garota chegou a acompanhá-los quando desceram para o café da manhã, trazendo a notícia de que Gina tinha discutido com Dino. O animal adormecido no peito de Harry instantaneamente ergueu a cabeça e farejou o ar, esperançoso. (…)

Comentário: Hmm… precisa dizer algo ?!

Pág. 333, 1º e 2º Parágrafo

(…) É, bem, Gina e Dino não precisavam ter rompido o namoro por causa disso – tornou Harry, ainda tentando parecer displicente. – Ou eles continuam juntos? (…)
(…) – Continuam…mas por que você está tão interessado? – perguntou Hermione, lançando a Harry um olhar penetrante. (…)

Comentário: O texto diz por si só.

Pág. 370, 10º Parágrafo

(…) A idéia daquele fraaquinho dourado tinha pairado na periferia de sua imaginação por um bom tempo, planos vagos e não formulados que envolviam Gina romper o namoro com Dino, e Rony alegrar de vê-la com um novo namorado, tinham fermentado nas profundezas do seu cérebro, inconfessados exceto em sonhos ou durante a sonolência que antecede o sono e o despertar. (…)

Comentário: Daydream certo?

Pág. 375, 5º e 6º Parágrafo

(…) Passar pelo buraco do retrato foi simples; ao se aproximar, Gina e Dino entravam e Harry pôde sair entre os dois. Ao fazer isso, roçou sem querer em Gina.(…)
(…) – Não me empurra, Dino, por favor – disse a garota em tom aborrecido. – Você sempre faz isso, posso perfeitamente entrar sozinha… (…)

Comentário: S/C

Pág. 404, 4º Parágrafo

(…) Harry achou que havia uma expressão de entendimento nos olhos de Hermione ao dizer aquilo, mas era impossível que ela soubesse que suas estranhas repentinamente começaram a dançar uma conga; mantendo os músculos do rosto imóveis e a voz o mais indiferente possível, ele perguntou:
– Por quê (Esse trecho é ligado ao fato de Hermione noticiar a Harry o fim do namoro entre Dino e Gina.) (…)

Comentário: Menina esperta essa Hermione. Viu o que a maioria das pessoas não consegue ver. Isso vale também para os Shippers H/Hr.

Pág. 405, 1º Parágrafo

(…)
Ela é a irmã de Rony.
Mas ela deu o fora no Dino!
Ela continua sendo irmã do Rony.
Eu sou o melhor amigo dele!
Isso só vai piorar as coisas.
E se eu falasse com ele primeiro…
Ele bateria em você.
E se eu não ligar?
Ele é o seu melhor amigo!
(…)

Comentário: (L) Amor Amor Amor Amor (L)

Pág. 407, 3º, 4º e 5º Parágrafo

(…)Harry, rindo com os outros, ficava satisfeito de ter um motivo inocente para olhar Gina; ele recebera outros tantosbalaços durante os treinos porque não estava mantendo os olhos no pomo. (…)
(…) A abtalha continuava a devastar o seu cérebro: Gina ou Rony? Por vezes, ele achava que o Rony pós-Lilá talvez não se importasse tanto se ele convidasse Gina para sair, então se lembrava da expressão do amigo quando vira a irmã beijando Dino, e tinha certeza de que Rony consideraria uma vil traição se ele sequer segurasse a mão de Gina… (…)
(…) Contudo, Harry não podia deixar de falar com Gina, rir com ela e voltar do treino, caminhando, com a garota; por mais que sua consciência doesse, ele vivia imaginando a melhor maneira de encontrá-la a sós; o ideal seria Slughorn dar uma de suas festinhas, onde Rony não estaria por perto. Infelizmente o professor parecia ter desistido das reuniões. Uma ou duas vezes, Harry considerou pedir a ajuda de Hermione, mas achou que não aguentaria ver o ar de presunção no rosto da amiga; pensou já tê-lo visto quando Hermione o surpreendia olhando para Gina ou rindo de suas brincadeiras. E, para complicar, havia a preocupação insistente de que, se não a convidasse, logo alguém certamente o faria: pelo menos, ele e Rony estavam de acordo que Gina era popular demais para seu próprio bem.

Comentário: Eita lasquera, essa parte com certeza todo mundo percebeu não é?

Pág. 408, 1º e 3º Parágrafo

(…) Rony parecia estar colado em seu ombro toda vez que via Gina. Harry viu-se desejando um feliz acaso que fizesse Rony perceber que nada lhe agradariamais do que seu melhor amigo e sua irmã se apaixonarem e deixar os dois sozinhos por mais do que uns poucos segundos. (…)
(…) Por alguma razão, na mente de Harry, o jogo ( final da temporada ) se tornara indissociável do sucesso ou fracasso de seus planos em relação a Gina.(…)

Comentário: A famosa briga interior de Harry Potter. Rony, Quadribol e Gina… Três coisas que o Harry atual necessita quase que vitalmente.

Pág. 415, 6º Parágrafo

(…) Ele já estava péssimo sem os sermões de Hermione, a cara dos jogadores da Grifinória quando ele contou que não poderia jogar no sábado fora o pior castigo. Sentia o olhar de Gina agora, mas evitou-o; não queria ver nele desapontamento nem raiva. Acabara de lhe dizer que ia jogar de apanhadora no sábado, e que Dino voltaria à equipe, no lugar dela, como artilheiro. Talvez, se a Grifinória vencesse, Gina e Dino dizessem as pazes durante a euforia pós-jogo… a idéia atravessou a mente como uma faca gelada…(…)

Comentário: Tadinho…

Pág. 416, 4º, 6º e 7º Parágrafos

(…) Dá um tempo Hermione! – exclamou Gina, e Harry ficou tão admirado, tão agradecido, que ergueu a cabeça. – Pelo jeito, Malfoy estava tentando usar uma Maldição Imperdoável, você devia ficar feliz que Harry tivesse um trunfo na manga! (…)
(…) Ah não começa a agir como se entendesse de quadribol – respondeu Gina com aspereza -, você só vai se complicar.(…)
(…) Harry, embora soubesse que não merecia, sentiu, de repente, uma inacreditável animação, embora nenhum deles voltasse a falar o resto da noite.(…)

Comentário: Pronto, até eu que sou mais mole agarraria ela depois disso.

Pág. 418

(…)
E o quadro girou.
Um urro de comemoração explodiu…
-Vencemos! – berrou Rony…

Harry olhou para os lados; lá estava Gina correndo ao seu encontro; tinha uma expressão dura e intensa no rosto ao atirar os braços ao seu pescoço. E, sem pensar, sem planejar, sem se preocupar com o fato de que cinqüenta pessoas estavam olhando, HARRY A BEIJOU (Autor tomando partido, hahaha.)
(…)

Comentário: ACHO eu, que não preciso dizer nada aqui.

Pág. 419

(…) Hermione Sorria EXULTANTE, ( prestem atenção nisso, ela estava muitooooo feliz com isso.) mas o olhar de Harry procurou Rony. Encontrou-o finalmente, ainda segurando a taça com uma expressão de quem levara uma bordoada na cabeça. Por uma fração de segundo eles se olharam, então Rony fez um discreto aceno com a cabeça que Harry entendeu como “Bem, se não tem jeito”.(…)
(…) A criatura em seu peito rugiu triunfante, Harry sorriu para Gina e fez um gesto mudo indicando a saída do buraco do retrato. Um longo passeio pelos jardins parecia o mais indicado, durante o qual, se tivessem tempo, poderiam discutir o jogo. (…)

Comentário: Por favor… Leiam ali destacado… vou repetir novamente oh: – Hermione SORRIA EXULTANTE… Significa que ela NÃO ama o Harry, será que eu vou ter que desenhar? !

Considerações Finais
Essa coluna praticamente usa somente o que está escrito no livro e que muitas pessoas insistem em ignorar ou não perceber. Levei exaustivas 12 leituras completas do livro para achar todos os trechos e uni-los de uma forma que fizesse sentido, então espero que não seja em vão.
Outra coisa, gostaria de pedir respeito e cautela com os comentários, pois não estou aqui para ofender nenhum tipo de gosto, afinal gosto é gosto, mas sim expor a minha opinião e ponto de vista. Se você gosta de outros Shipps e não concorda com H/G, sinceramente isso não é o bastante para uma discussão civilizada, então por favor, utilizem argumentos válidos e sensatos para uma discussão civilizada.

Obrigado a todos e estou aberto a críticas construtivas.

Voltar |
Categorias: Colunas, Livros 1-6, Personagens, Rodrigo Salvador
Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (25 votos, média: 4,80 de 5)
Loading...

Comentários